FES DESENQUADRADOS Servidores definem prazo limite para a resolução da questão

FES DESENQUADRADOSServidores definem prazo limite para a resoluçãoA reunião dos desenquadrados, agora pela manhã, 18 de maio, definiu que o governo tem até 30 de junho para dar uma solução definitiva para o desenquadramento dos servidores. Depois disto a ordem é radicalizar!Na avaliação das lideranças e dos desenquadrados presentes, o governo tem enrolado e não tem demonstrado vontade política para enquadrar os servidores que estão há anos em desvio de função. O governo vem aproveitando do serviço especializado dos servidores que estudaram, depois de admitidos no quadro funcional do estado, e passaram a exercer funções de nível de escolaridade maior sem remunerá-los para tanto, burlando a necessidade de outras contratações via concurso.Depois de 15 meses de governo Beto Richa, não tem mais a desculpa de que o assunto precisa ser discutido. A comissão de desenquadrados do Fórum das Entidades Sindicais dos Servidores Públicos Estaduais (FES) já debateram o assunto com o Tribunal de Contas (TC), Procuradoria Geral do Estado (PGE), Ministério Público (MP), liderança do governo na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) e com a própria Secretaria de Estado e Administração (SEAP).


ÚLTIMAS TENTATIVAS DE NEGOCIAÇÃOAté então, os servidores vinham aceitando os prazos de solução, prometidos pelo governo. O último foi pedido pelo deputado Ademar Traiano, líder do governo na ALEP, de que a solução seria até o fim de março, o que não se cumpriu.O FES tentou agendar com o então chefe da Casa Civil, Durval Amaral, mas foi informado que ele não estava a par das discussões e que demoraria muito a se inteirar. Agora, com a ascensão do ex-secretário da SEAP, Luís Eduardo Sebastiani, para a Casa Civil, a comissão dos desenquadrados vai agendar com ele uma reunião para saber, afinal de contas, qual é a posição do governo. Pois ele certamente conhece o problema.Também será agendada mais uma reunião com o deputado Traiano que disse que a solução já estava certa dentro do governo.ATO PÚBLICO DIA 2 DE JULHOSe o governo não apresentar a solução definitiva para o problema até o prazo limite definido pelos servidores, os desenquadrados vão radicalizar. Já está agendado um ato público para o dia 2 de julho, em frente ao Palácio Iguaçu. Neste mesmo dia, servidores desenquadrados de todo o estado vão se reunir em plenária para decidir quais serão as ações a serem encaminhadas. Mas uma coisa é certa, serão radicais!COMISSÃO DOS DESENQUADRADOS É AMPLIADAO SINDIFAZCRE-PR constituirá uma comissão de desenquadrados entre seus Filiados.


No interior, os associados dos sindicatos poderão definir em reunião até dois representantes para integrar a comissão. Ficou definido que cada entidade fará a indicação dos nomes.Participaram da reunião cerca de 30 pessoas do SINDIFAZCRE-PR, Sindiseab, SindiSaúde, Sindimetro, APP-Sindicato, SINDER e SISDEP.Fonte: FES Forum das Entidades Sindicais do Paraná



Voltar
SINDIFAZCRE PR REGISTRO SINDICAL OBTIDO através do processo MTE 46000020980/200408
concedido por despacho publicado no D.O.U em 16/06/2009, sessão I, pág. 36
© Copyright 2004 - 2017 Sindifazcre-PR todos os direitos reservados